Clipping - PSD Gavião - Jornal Alto Alentejo

Paulo Matos quer “Um Novo Gavião”
«A continuidade desta política amorfa
não serve as necessidades do futuro»

 

No dia 7 de Agosto, pelas 20 horas, a candidatura do PSD – “Um Novo Gavião” apresentou os seus candidatos aos diversos órgãos autárquicos do concelho do Gavião na Casa de Povo do Gavião.

 

Perante uma sala cheia passaram pelo púlpito o presidente da Distrital do PSD de Portalegre, Cristóvão Crespo, que relembrou o percurso do candidato Paulo Matos desde 2009 e o trabalho realizado desde então na vereação, «acumulando a experiência necessária para poder ser um presidente da Câmara com qualidade e que possa acrescentar a visão de futuro que tem faltado ao concelho de Gavião».

 

Seguidamente, falou a candidata a Assembleia Municipal, a professora Maria José Ferreira que realçou que a sua participação se deve «à experiência acumulada ao longo da vida e porque acredita em causas nobres» decidiu abraçar o projecto capaz de criar “Um Novo Gavião” com «paixão e com o coração».

 

Hugo Soares, presidente da Comissão Politica Nacional da JSD, também esteve presente, realçando que será «com muito orgulho que no próximo dia 29 de Setembro, irei marcar presença com o Paulo Matos para festejar Um Novo Gavião”».

 

O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, Luís Campos Ferreira, outro dos convidados, fez questão de realçar a transversalidade da candidatura, «que vai buscar pessoas de vários quadrantes, não se preocupando com as suas origens políticas, mas sim com a sua vontade em servir o concelho, ignorando os clubismos partidários. Assim, se constroem sucessos. Assim, é possível trazer desenvolvimento aos lugares».

 

Por último, o candidato Paulo Matos que começou por agradecer a presença de todos numa noite histórica para o PSD local. Cumprimentou os candidatos que fazem parte da sua equipa, Artur Semedo para a União das Freguesias de Atalaia e Gavião, Vítor Claro para a Freguesia de Belver, Manuel Matos para a Freguesia de Margem e Manuel Chambel para a Freguesia da Comenda.

 

Seguidamente realçou a «necessidade de uma nova visão com sentido estratégico para a

criação de riqueza e de emprego. A promoção de um novo modelo de desenvolvimento económico para o concelho, tem de ser mais assente nas novas dinâmicas e tecnologias.

 

Este é o nosso desafio e ambição. Sabemos o que queremos e como fazer».

 

Analisando o passado, declarou que «a continuidade desta política amorfa não serve as necessidades do futuro, nem dos habitantes do nosso concelho. A forma interactiva de fazer política com a população irá ser uma marca forte da candidatura “Um Novo Gavião” onde «todos os projetos de intervenção no concelho serão alvo de consulta popular séria».

 

Paulo Matos concluiu que o «concelho precisa de uma nova cultura politica que não olhe para a sua permanência interminável no poder como o grande objectivo».

 

publicado por Paulo José Matos às 09:00 | comentar | favorito