Clipping: Associação garante que Tejo está cada vez mais poluído (in Público, 29-05-2015)

O movimento ProTejo divulgou uma carta aberta ao ministro do Ambiente em que solicita a Jorge Moreira da Silva que mande investigar as mortandades de peixe ocorridas, nos últimos dois meses, nas áreas dos concelhos de Abrantes e de Mação e que apure responsabilidades pelo "enorme surto de poluição" verificado no Tejo entre 11 e 14 de Maio.

No entender do movimento ambientalista, este caso teve "repercussões catastróficas para os ecossistemas aquáticos" e é preciso esclarecer "se essa poluição teve origem nas descargas de efluentes pelas barragens espanholas ou se houve uma descarga de caudais das barragens do Tejo para diluir algum acidente de poluição entretanto ocorrido".

protejo.png

 

 

 

publicado por Paulo José Matos às 23:00 | comentar | favorito