Fernanda Catarino assume "J" Gavionense

paulo matos fernanda catarino.png

 A JSD Gavião orgulha-se de, nos últimos 7 anos, ter recuperado uma tradição ativista no concelho reconhecida nacionalmente por dois ex-lideres como foram Duarte Marques e Hugo Soares. Essa herança realizada por outros jovens, como foi o exemplo de Filipe Tibúrcio, diz-nos que a JSD é efetivamente uma força promotora de debates na sociedade. São exemplos desse querer que a sociedade avance, a luta para a abertura da Biblioteca Municipal de Gavião 6 anos depois da data prevista, o alerta para a necessidade de repensar o turismo e a infraestrutura instalada na praia Fluvial do Alamal ou ainda a negação de que para fixar jovens no concelho só é possível fazê-lo por via da autarquia e que a forma de ser contratado não está alinhada a uma seleção meritocrática e simultaneamente democrática.

 

Ao longo deste tempo, Paulo Matos (Gavião) tem sido o representante interino da JSD no concelho mas sempre coadjuvado por Fábio Gomes (Gavião), Pedro Areias (Atalaia) e Pedro Miguel (Belver). De acordo com Paulo Matos, há “um sentimento de dever cumprido”, há um “sentimento de ter sido útil à população e isso foi refletido nas últimas eleições em que as pessoas, vencendo algum medo e tendo muita coragem, se juntaram a esse movimento, essa ideia de fazer política de forma diferente mas mais séria e limpa”. Também os atores políticos na gestão da autarquia tiveram de reagir a essa presença da “J” muitas vezes “inconveniente, como teria sempre de ser” assume Paulo Matos, e como tal em determinados momentos a ofensa pública e personalizada foi a forma de resposta às suas reivindicações, mas a verdade é que passado algum tempo “as obras avançaram e a política realizada no concelho deu passos no sentido de ficar um pouco mais transparente, logo são vitórias pessoais mas que ficam para a sociedade e isso é um orgulho” confirma.

 

Paulo Matos também refere que “sou favorável a uma renovação dos atores políticos e as limitações etárias ou legais ajudam a que não se cometam erros do tipo: apego desmesurado ao poder, mesmo que inicialmente o objetivo fosse sincero e honesto”. Foi neste contexto que neste mês de Maio do ano de 2015 Paulo Matos delegou as funções de representante interino da concelhia de Gavião da “J” a Fernanda Catarino (Gavião) sendo que no imediato é acompanhada por Fábio Gomes (Gavião).

 

Fernanda Catarino participou nas listas das últimas eleições autárquicas de 2013 como independente mas sentiu agora o apelo para dar o seu contributo de cidadania por via da Juventude Social Democrata pois também ela acredita e partilha da vontade de que “são as pessoas que fazem os partidos pelo que se queremos viver numa sociedade melhor também temos de dar o nosso contributo real”.

 

Por sua vez, Paulo Matos acredita no trabalho que Fernanda Catarino pode desenvolver porque tipicamente um jovem JSD é “alguém resolvido com a vida, alguém que se faz à vida, seja em Gavião, seja em Lisboa, seja na Suíça ou ainda em paragens mais longínquas como em Angola e Moçambique. E a Fernanda tem essas características pela sua história de vida, aqui em Gavião.”  e conclui “não há melhor forma de fazer política que o exemplo pessoal e estou convicto que o exemplo que a Fernanda dá por não desistir da vida será cativante para outros jovens gavionenses. Força Fernanda! Força JSD! Força Gavião”.

 

Por último, no passado fim de semana, em reunião da comissão politica distrital da JSD de Portalegre Fernanda Catarino foi nomeada para Secretária-Geral Adjunto daquele órgão, merecendo portanto a confiança política do recém eleito Presidente da distrital Díogo Cúmano.

publicado por Paulo José Matos às 23:00 | comentar | favorito