Comunicado - Despertar de Consciências

 


  

 

Esta acção pela minha parte deveu-se ao simples facto que ao final de dois anos e três meses ter alcançado as 6000 visualizações (no momento em questão o numero estava citado em 6021).

 

 

Eis que à data que estou a escrever esta missiva, o número cresceu exponencialmente, tendo neste exacto momento o assombroso número de 6587 visualizações!

Seria de esperar que estivesse contente (em parte até estou porque o meu objectivo é tentar despertar consciências) mas para além do cidadão comum também acordei os “Velhos do Restelo” que preferem que tudo fique como está (o flyer que antes tinha enviado continha um poema alusivo aos mesmo, parece que adivinhava) …

Os amigos mais próximos já sabem o caricato da situação, mas vou partilhar com os demais as situações burlescas que nestes dias me têm ocorrido:

1.      Recebo toques de números anónimos;

2.      Envia-me e-mails com sugestões apelativas, a que redobre o esforço de vigilância ao nível da minha segurança física, moral e profissional;

3.      Por último, deixaram a sua pisada no meu blog referindo que me pusesse na minha vida (desde já agradeço ao “Sem censura” pois foi graças a ele que a discussão se é bom ou não existir um espaço de discussão público livre de censura existir ou não, vai começar)!

 

Num tempo em que a liberdade de expressão é possível (isto claro está não difamando pessoas e/ou entidades) seria de esperar que o meu blog tivesse que passar pela PIDE? Tal como a canção abaixo ilustra?

 

 

 

 

 

1.      No jardim infantil de Gavião, ainda está por explicar porquê da destruição do lago central, pois no mesmo local está um “morro” (monte de betão coberto de madeira) sem utilidade nenhuma (simplesmente a ocupar espaço) e bastante desagradável “visualmente”!

 

 

 

 

2.      Na emblemática “Pinheira” centenária, às portas do Bairro Cadete (onde até a bem pouco tempo nas épocas natalícias era colocadas e acesas lâmpadas coloridas, a representar a festividade) esta colocada uma placa que em nada dignifica ninguém (nem o próprio proprietário, que tem direito de o fazer)

 


A seguir este trilho, um dia destes, todos abandonaremos a nossa terra, olhando-a sempre de forma carinhosa pelo retrovisor…

 

 

Por falar em criticas, eis mais algumas:

 

 

Mas a nota que quero mesmo realçar para além dos apoios anónimos e dos amigos mais chegados (tanto pessoalmente ou como no blog), é o apoio insólito e inusitado que foi endereçado aos meus pais, este domingo na própria vila de Gavião (isto sem eles próprios saberem bem o que escrevo, pois não lhes quero arranjar problemas… devo referir que Gavião é uma comunidade pequena e em que as condições laborais são precárias) …

 

Resumindo: a mensagem que quero transmitir a todos (apoiantes e oposição), é de agradecimento, pois certamente tudo vai melhorar se a liberdade de expressão pública for reatada e as pessoas se sentirem livres para alcançar um estado de consciência colectivo, mais digno. Aceitando as críticas, para construção do mundo melhor em vez de as refutarem “porque sim”!

 

 

É do conhecimento de todos que (quarta-feira) 9 de Julho de 2008 pelas 00:15:16 enviei uma Flyer comemorativo (algo atrevido dirão alguns) alusivo ao blog onde escrevo aquilo que penso, e deixo que todos se exprimem!

Caros amigos

publicado por Paulo José Matos às 01:52 | favorito