Mação capta investimento (+ 15 empregos) e tu Gavião?

Boa tarde
 
Achei por bem "colar" aqui no meu blog, esta boa noticia do concelho adjacente de Gavião pois a população precisa de uma base de comparação entre o investimento captado para Gavião e o que os seus vizinhos.
 
 
 
Refiro que para o investimento da AJTaveres - Corticeira em Gavião, para além do custo zero do Terreno, a Câmara fez obras de terraplanagem no valor de milhares de euros, e até à data não existe nenhum emprego directo e de carácter estável entregue a qualquer cidadão do município de Gavião.
 
   
 
Mação: têxtil Sorema investe 2,5 M€ em plataforma logística


Uma empresa de têxteis para o lar vai investir 2,5 milhões de euros (M€) em Mação, na construção de uma plataforma logística de distribuição internacional dos seus produtos, anunciou o presidente da autarquia.

 

«Este é um dos maiores investimentos dos últimos anos no concelho, sendo que, numa primeira fase, a fábrica da Sorema ocupará 3.000 metros quadrados de área coberta, com um investimento de 1,6 M€, e numa fase posterior atingirá os 10 mil metros quadrados de área, com um investimento total global de 2,5 M€», disse à Agência Lusa Saldanha Rocha.

 

Segundo o autarca, a empresa de Espinho, que produz e comercializa tapetes, atoalhados, cortinas e acessórios de casas de banho, «vai empregar 15 pessoas e pretende, a médio prazo, começar a produzir em Mação a partir da Zona Industrial das Lamas».

 

Duarte Relvas, administrador da Sorema, disse à Agência Lusa que o investimento estava inicialmente previsto para o norte do país, «mas a opção por Mação acabou por se justificar pelo empenho da autarquia e pelas boas condições proporcionadas, nomeadamente a boa localização geográfica e as boas acessibilidades à zona industrial».

 

«Dentro de dois anos prevemos ter investido 2,5 M€ na instalação desta plataforma logística, que poderá evoluir para a produção, e contamos empregar 15 pessoas no total», disse o administrador.

 

«Em Janeiro já estaremos a laborar a partir de Mação», afirmou.

 

«Estamos no centro de Portugal, bem posicionados territorialmente e com boas acessibilidades, com excelentes vantagens fiscais que a interioridade permite e com terrenos devidamente infraestruturados ao preço de um cêntimo o metro quadrado», disse à Lusa Saldanha Rocha, justificando a escolha do seu município para a instalação da plataforma logística da Sorema.

 

«Tudo isto pesa na estrutura de custos dos empresários, acrescendo ao facto do município ter derrama zero», afirmou.

 

O autarca afirmou ainda estar em negociações com duas outras empresas, admitindo que «até ao final do ano deverão estar instaladas» em Mação.

 

«A empresa ‘Mandrágora’, ligada a produtos agrícolas biológicos provenientes de Espanha, pretende criar aqui um posto de recepção, triagem, embalamento, refrigeração e venda, e a empresa ‘Pé-de-Cão’, uma empresa de recuperação de entulhos, também aqui quer investir», afirmou.

 

«São dois investimentos que se revestem de extrema importância para um concelho envelhecido. E, além dos 13 postos de trabalho que se prevê que venham a criar, representarão um investimento global na ordem dos 10 M€», afirmou.

Diário Digital / Lusa

 

http://www.dinheirodigital.com/dinheiro_digital/news.asp?section_id=6&id_news=106201

 

 

Cumprimentos

 

Ps.: Cá para nós (...) vejam os sites das duas diferentes empresas e se fossem investidores em qual pretederiam entregar um cheque em branco?

 

http://www.ajt-pt.com/


http://www.sorema.pt/

publicado por Paulo José Matos às 13:36 | comentar | favorito