Homenagem a um cidadão do mundo - José Saramago

Entrevistas várias para SIC notícias, onde surjo ao fim de 40 segundos:

 

 

 

A homenagem que podia fazer, fi-la! Acompanhei um homem no seu último momento.

 

Um escritor que foi capaz de se inventar e reinventar os temas em debate na sociedade - o seu último caso emblemático é livro CAIM.

 

"A morte conhece tudo a nosso respeito, e talvez por isso seja triste."

 

 

Um cidadão do mundo... (em particular o ibérico).

 

 

 

 

 

 

publicado por Paulo José Matos às 20:01 | comentar | favorito