15
Set 10
15
Set 10

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião

Intervenções programadas


  • Referente ao Pedido de apoio ao abrigo do protocolo assinado no âmbito do Curso Profissional “Técnico de Protecção Civil” do Agrupamento Vertical de Gavião

Entrada: 10 Setembro 2010, Nº 8448 , Proc. Nº 4.4.0

 

“Voto favoravelmente ao pedido de apoio solicitado. Dou os parabéns ao Agrupamento de Escolas pelo facto, de ter sido possível pela primeira vez, concretizar o ensino secundário no concelho de Gavião.”

 

  • Fora da ordem de trabalhos

Esclarecimento inicial, ao leitor:


Para a ordem de trabalhos do dia de hoje tinha preparado 3 pontos:

  • Reclamação de cidadãos de Ferraria sobre situação do piso de alcatrão no trajecto Vale da Vinha – Ferraria;
  • Reclamação sobre melhor uso de bens perecíveis na propriedade do Município em Margem, para doação à IPSS Margem;
  • Inquirição sobre o ponto de situação relativo à entrega dos livros escolares dos alunos comparticipados pelo Serviço de Acção Social Escolar, e proposta para debate com efeitos imediatos, de comparticipação do município total ou parcial para os dois escalões, relativos ao 1º Ciclo Ensino Básico.

Verificou-se porém, que antes da minha intervenção, surgiu uma proposta do Vereador Germano, detentor do pelouro da Edução, proposta muito semelhante ao meu terceiro ponto. Assim, e tendo dado o meu voto favorável a essa mesma proposta, retirei da globalidade da minha intervenção, o 3º ponto previsto, ainda que o tivesse mencionado indicando a existência.

 

 

Propostas indicadas de forma oral e por extenso:


"1. Fui abordado por vários cidadãos da povoação de Ferraria, que me indicaram ter já alertado as várias entidade locais – a respectiva junta de freguesia, e as entidade municipais. Ainda que alguns destes contactos tenha sido feitos pela via oral, foi indicado na essência, o perigo existente para a viação rodoviária entre o cruzamento do Vale da Vinha e a Ferraria, nomeadamente as raízes de uma Pinheira, que já elevou o alcatrão da superfície normal da estrada em cerca de 20 cm, numa extensão de 5 metros.


2. Fui também questionado na povoação de Vale de Gaviões, sobre os bens perecíveis existentes na propriedade da C.M. de Gavião, nomeadamente – Marmelos, e se em vez destes estarem a deteriorar-se no terreno, se não poderiam de alguma forma ser recolhidos em tempo útil, e serem entregues na IPSS de Margem.

publicado por Paulo José Matos às 23:50 | comentar | favorito
14
Set 10
14
Set 10

Revisão Constitucional - Partido Social Democrata

Finalmente um partido, tomou um passo ao futuro na promoção da sustentabilidade do Estado Português e o verdadeiro trilho para o caminho do verdadeiro estado social, e que não se limita a boa vivência do curto prazo.

 

Reconhecesse que a insustentabilidade das contas públicas é o principal perigo para a existência de um Estado Social forte que possa defender e proteger, em concreto e não apenas na retórica das palavras, os mais pobres e os mais desfavorecidos.

 

"Para o PSD há um princípio claro e que jamais colocaremos em questão: nenhum português pode deixar de ter acesso à Saúde e à Educação por insuficiência de meios económicos. E há, um outro ponto de honra que o Estado tem que assumir: nenhum português pode ver perigar ou ser questionado o legítimo direito a uma reforma para a qual descontou ao longo de décadas de trabalho, através dos pagamentos que realizou para a Segurança Social.", são estas as palavras do Secretário Geral Miguel Relvas

 

Assustado(!), o PS pela voz de Francisco Assis, indica que as propostas são "Atentado ao Estado Social", e de forma muito directa e simples, pergunto eu:

  • Quem é que há um ano atrás, riscou do mapa inúmeros centros de saúde (...), ao longo de todo o País?
  •  
    • Lembrem-se da maternidade pública em Elvas que fechou e no mesmo lugar abriu uma privada!!!
  • Quem é que institui as taxas moderadoras na saúde?
  •  
    • Como se alguém tivesse prazer em estar doente! Doentio é pensar desta forma!
  • Quem é que se lembrou a 3 semanas da época escolar dar início, de fazer fechar mais de 700 escolas?
  •  
    • Professores, alunos e pais ... todos foram no mínimo desconsiderados!

  • Quem é que prevê cortar os benefícios fiscais ao nível dos descontos de saúde e educação, em sede de IRS?
  •  
    • Mais um aumento de imposto, de forma encapotada, e que não dá valor discriminatório às normais despesas de saúde e educação!

É isto, o que o Partido Socialista considera ser uma governação de encontro ao ideal de Estado Social?

 

Neste momento, há uma profunda incoerência entre o discurso e a verdade praticada na acção legislativa!

 

 

 

Aconselho a todos os leitores a informarem-se bem, sobre o que é que o PSD propõe!

 

Mas, em breve colocarei aqui um pequeno resumo.

publicado por Paulo José Matos às 23:00 | comentar | favorito
12
Set 10
12
Set 10

A alternativa - O Desporto de expressão, Por Filipe Tibúrcio

"12 Casos de Sucesso em Marketing Desportivo, livro que surgiu após tese de José Vinagre, vem sustentar o que defendo à muito para vilas e localidades como o nosso concelho, que de maneira errónea aposta desmesuradamente no futebol e todo o prejuízo que acarreta.

 

Este livro aborda um caso muito singular entre outros, Turquel freguesia de Alcobaça que aproximadamente tem os mesmos habitantes que o concelho do Gavião, no qual fizeram uma aposta num desporto que não futebol, e neste momento é um caso de sucesso, sendo considerada a “aldeia do hóquei”,no qual toda a população sinerge para o projecto, pavilhão desportivo esgotado e aposta elevada na formação e com já diversas passagens pela 1 Divisão sénior de Hóquei em Patins.

 

Urge localidades como o Gavião não castrarem o futebol, mas olharem mais para algo que seja susceptível de dar expressão desportiva ao concelho, recordo – me o andebol que teve laivos de sucesso com resultados muito positivos nos escalões de formação e dessa formação o nascimento de uma equipa sénior e em competições que culminaram com um torneio internacional no Gavião mas que adormeceu rapidamente, talvez pela ânsia futebolística que tão maus resultados sócio – económicos espalha pelo concelho.

 

Interrogo – me porque localidades como o Gavião não queiram apostar num desporto de expressão que eleve o concelho a um patamar superior e que crie alicerces de mais valias, desporto de expressão não é futebol, futebol é desporto de massas,e o Gavião não pode competir com outras localidades no que diz respeito ao futebol; no escalão maior no nosso futebol só cabe 16 clubes e dos quais são de grandes urbes sócio – económicos e com patrocinadores poderosíssimos e os escalões secundários são autênticos cemitérios de erário publico e desaparecimento desses mesmo clubes com dividas que ficam subjugados em muitos casos nas mãos das autarquias e pelo despesismo do passado das quais muitas foram colaboradoras activas.

 

Esta na hora de quem pretende um concelho rico em apetecia humana, social e de expressão olhar para desportos que expressem o concelho e que como o caso de Turquel seja um exemplo para Portugal."  

Por

Filipe Tiburcio

Ex-Dirigente Associativo Universitário

Link

Hóquei Clube de Turquel

http://www.hct.pt/

Movimento Cachecol na Varanda

 

 

publicado por Paulo José Matos às 23:30 | comentar | favorito
01
Set 10
01
Set 10

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião

Intervenções programadas

 

  • Referente ao Pedido de ajuda financeira do Clube Gavionense

          Entrada 29 Julho 2010, Nº 7341 , Proc. Nº 4.3.2

 

"Vou-me abster nesta votação. E vou clarificar o motivo.

 

Considero O Clube Gavionense uma mais valia para o nosso Concelho, em particular e como refiro sempre, no desporto Jovem. Mas este pedido financeiro de ajuda, que nós chegou (Executivo municipal: Presidente e Vereadores) para análise prévia, não apresenta nenhum orçamento previsional, não descrimina os apoios referentes às modalidades jovens e seniores.  Ao contrário da ADIC da Comenda, que mais adiante nesta mesma reunião o vai fazer (apresentar um pedido de apoio com orçamento previsional detalhado). Assim sendo, não me encontro em condições para tomar qualquer decisão."

 

  • Fora da ordem de trabalhos

 

"Gavião, 1 de Setembro de 2010

 

Mais uma vez, me pronuncio sobre vários temas neste espaço político da forma o mais cordial possível, como aliás se tem pautado sempre o meu registo.

  • O primeiro tema, é relacionado com a boa prestação de serviço público, que a unidade Móvel de Saúde no concelho de Gavião está a prestar. O facto de numa única semana estar presente por todo o município é uma mais valia, e tem sido essa a percepção que me tem sido remetida por vários cidadãos, dos mais distintos pontos do município.

Refiro porém, que historicamente a proposta política para a prestação do serviço de Saúde Móvel, e tanto quanto me foi possível investigar, é de há mais ou menos 13 anos, e é indicada por todos os quadrantes políticos sem excepção: Partido Socialista, Partido Social Democrata e Coligação Democrática Unitária.

 

  • O segundo tema que faço menção à data de hoje, é o carácter processual com que o município efectuou a última oferta pública de emprego na área da educação para o 1º CEB.

Questiono pois, se existe alguma obrigação legal que faça menção a que a uma oferta pública de emprego deste âmbito tenha de ocorrer em apenas 3 dias úteis, após publicação do aviso. Acredito, que tenha sido um imperativo legal dado que a esta carência pedagógica já estava previamente identificada, e refiro novamente, caso não seja a existência de um imperativo legal, o concurso deveria ter sido lançado com um intervalo temporal maior, por forma a uma maior abrangência de candidatos, com vista a um surgimento de mais candidaturas para que a selecção procurasse os professores com mais qualidade, para os nossos estudantes.

 

  • Estamos a um mês da celebração do Centenário da República, e até ao momento o Município de Gavião ainda não divulgou qualquer actividade alusiva à data, mas esta não pode de forma nenhuma ser passada em claro.

Deixo aqui uma proposta de várias possíveis, para que a título extraordinário, a Câmara Municipal de Gavião promova/inquira junto da comunidade escolar do 2ª e 3ª ciclo do ensino básico, uma visita de estudo à exposição “Viva a República! 1910-2010”, presente na Cordoaria Nacional – Lisboa.

 

Saliento que esta exposição tem cerca de 4.800m2, e foi criada de propósito para esta evocação, sendo totalmente gratuita. Desta forma, faz com que o município se tenha de preocupar apenas com os custos de transporte e comparticipação das refeições, dos alunos referenciados pelos serviços de acção social escolar.

 

 

Tenho dito,

Vereador Paulo Matos"

publicado por Paulo José Matos às 14:31 | comentar | ver comentários (2) | favorito