Isto não é um presidente de todos os gavionenses, arrisco-me a dizer "nem tão pouco de alguns"! Nem 24 horas durou o respeito.

 

 

Na minha intervenção de dia 16 de Junho de 2010, indiquei 2 questões e 1 Observação

 

clicar para ver intervenção no link

 

Questões

1. A Escola em Alvega está indiciada pelos meios de Comunicação Social para fechar. É referenciado que parte da comunidade escolar poderá vir para Gavião.

  • Qual o ponto de situação por parte do executivo?
  • A existir uma posição, e a ser positiva o volume extra de trabalho escolar, haverá os fundos proporcionais por parte da Direcção Geral de Educação?

2. Há um mês nesta reunião do executivo, foi aprovado a medida contenção por parte dos eventos Feira Medieval de Belver e Feira de Gastronomia de Gavião, indicado que o planeamento de custos viria na reunião de há quinze dias. À data de hoje ainda não nos foi disponibilizado previsional da poupança pela diminuição desses dois dias. Gostaria de saber quais os montantes.

 

 

Observação

3. O Exmo Sr. Presidente no discurso de início de mandato, falou em integridade e valores morais. No entanto é interessante verificar que o que disse não lhe vale para exemplo pois empreende uma campanha de calúnia e difamação pessoal contra a minha pessoa. O povo já percebeu isso.

E também já percebeu que esta a dirigir esta campanha com o propósito de me fazer desistir, usando os seus poderes de presidente e fundos públicos que tem ao seu dispor, evidenciando um potencial abuso de poder e má conduta política.

Refiro porém, que não desistirei.

Esta sua epopeia para denegrir um cidadão revela um desrespeito pelos eleitores, e refiro novamente, pelo povo. As suas atitudes ficarão na memória do povo, lembre-se disso!

Ao comunicado juntou-se uma moção de censura apresentada na Assembleia Municipal, eis então a prova da instrumentalização de todos os órgãos e pessoas para um fim único – destruir e fomentar má reputação da minha pessoa e do grupo parlamentar visado – PSD.

Por último, refiro que toda esta campanha encetada não passa de um Fait divers para entreter algumas pessoas interessadas no mesmo, dado que os verdadeiros problemas do município como o desemprego e despovoamento estão por resolver. Esses sim demonstram a verdadeira eficácia das políticas do executivo, ou seja, pouca ou nenhuma.

Tenho dito.

 

Que se traduziu no seguinte texto da acta:

 

clicar para ver acta 13 de 2010 - Site CM Gavião

 

6.- O Sr. Vereador Paulo Matos apresentou uma Declaração, que será anexa à presente Acta, questionando o Sr. Presidente quanto aos valores previsíveis de poupança na sequência da diminuição de um dia na Feira Medieval de Belver e na Mostra de Artesanato e Gastronomia de Gavião. Questionando quais as medidas que a Câmara Municipal de Gavião está a tomar face à possibilidade de encerramento da Escola de Alvega e tecendo alguns comentários quanto à conduta do Sr. Presidente e à eficácia das políticas deste Executivo. ---------------------------------------------------------------------------------------

 

O Sr. Presidente informou o Vereador Paulo Matos dos valores estimados de poupança nos dois eventos referidos, lembrando que a contenção não deverá corresponder a uma perda de dignidade e que espera conseguir a aprovação de financiamento de algumas despesas da Feira Medieval, pelo que ainda não é possível apresentar valores reais, mas apenas estimados. Relativamente ao encerramento da Escola de Alvega, não está confirmado, existindo unicamente notícias veiculadas pela Comunicação Social. Ainda assim, em consonância com a Direcção do Agrupamento de Escolas foi comunicado aos encarregados de educação de Alvega em 09.06.2010 e pelo ofício que ficará anexado à presente Acta, a disponibilidade para realizarem visita ás instalações da Escola EBI c/ JI de Gavião, que irá ocorrer hoje. Foi ainda comunicado que o Município estará disponível para facultar o acesso à Acção Social Escolar e Transporte destes alunos. Informou ainda que irá emitir resposta escrita à Declaração apresentada pelo Sr. Vereador Paulo Matos, no que concerne às apreciações levianas ali transcritas. ------------------------------------------

 

 

Em resumo, à seguinte afirmação do vereador Paulo Matos:

 

“No entanto é interessante verificar que o que disse não lhe vale para exemplo pois empreende uma campanha de calúnia e difamação pessoal contra a minha pessoa. O povo já percebeu isso.”

 

Da parte do Exmo. Sr. Presidente não foi respondido NADA, ficando para depois! Ou seja, como diz o povo “quem cala consente”, ou ainda “para bom entender meia palavra basta”.

 

 

Na reunião seguinte, datada de 07/07/2010, foi respondido “algo” mas como na acta propriamente escrita só está o que se quer divulgar no site da câmara, e nem O FACTO de já se ter indicado que melhor seria GRAVAR em áudio as cessões camarárias, fez com que a acta seja muito pouco fidedigna, explicita, quanto mais completa.

 

clicar para ver acta 13 de 2010 - Site CM Gavião

 

Apresentou e leu a resposta escrita à Declaração apresentada na última reunião pelo Sr. Vereador Paulo Matos, que ficará em anexo à presente Acta (arquivado em pasta própria). ------------------------------

Questionou directamente o Sr. Vereador Paulo Matos face à referência, que consta do documento que apresentou, ao uso de “…poderes de presidente e fundos públicos que tem ao  seu dispor, evidenciando um potencial abuso de poder e má conduta política”, pedindo que esclarecesse a que se referia exactamente. ---------------------------------------------------------------------------------------

O Sr. Vereador Paulo Matos recusou-se a responder a esta questão, tendo o Sr. Presidente lamentado a ausência de resposta que denota cobardia. ---------------------------------------------------------------------------

 

Ou seja, o Exmo. Sr. Presidente procurava motivos para alegar difamação por parte do vereador, mas subjectivamente (em crer na boa fé das pessoas) não se preocupa com as próprias acções, sejam elas próprias consideradas difamação… recorde-se ainda que por via da Assembleia Municipal, foi aprovado com maioria socialista e com abstenção Comunista, comunicar por um edital a todo o concelho, um texto que acusa frontalmente mas genericamente todos elementos do PSD que participaram na visita ao Centro Social de Margem, ou seja, elementos da Assembleia Municipal e Vereador do Município, como irresponsáveis e incompetentes.

 

Acontece que esse comunicado ainda não foi para a rua, nem as actas da assembleia ainda estão no site da câmara, desde início do seu mandato. ESTRANHO!!!

 

Porque retrocedeu a assembleia nesse edital de origem socialista, sendo que ainda não veio a público, envergonhando de forma geral, a toda política em Gavião?

 

Acontece que o vereador Paulo Matos, tem um blog, em que fala enquanto cidadão individual e outras vezes e DE FORMA CLARAMENTE IDENTIFICADA INDICA O QUE OS COMUNICADOS QUE EXPLICITA, EM REUNIÃO DE CÂMARA, ENQUANTO VEREADOR. Ora a liberdade deste cidadão não pode ser condicionada, como a nenhum outro.

 

Mais uma vez o cidadão, sempre reivindicativo COMO É CONHECIDO, refere o seguinte dos candeeiros de uma nova zona urbana da vila, 1ª – na sua opinião pessoal, foram mal escolhidos porque ao longo de todo o ano e dadas a condições climatéricas do Alentejo, a parte de madeira tenderá a estragar-se com mais facilidade, 2º Existia no local candeeiros que só tinham o poste.

 

 

Em reunião de câmara de 7 de Outubro de 2010, surge o seguinte comunicado

 

Clicar para ver comunicado

 

Gavião, 7 de Outubro de 2010

 

O loteamento Urbano do Calvário, em Gavião, mobilizou evidente esforço financeiro na aquisição de terrenos a particulares e é o maior investimento municipal feio por administração directa.

 

Tem pois uma intervenção determinante, louvável e meritória, dos trabalhadores da Câmara Municipal de Gavião, em termos administrativos, de fiscalização ou execução.Quero lamentar a ausência de postura institucional, apontando para uma certa “garotice” sem nível, evidenciando um inaceitável desrespeito pela Organização – Câmara Municipal de Gavião, por parte do Sr. Vereador Paulo Matos, quando critica detalhes sem fundamento.

 

Condeno, enquanto Presidente que se orgulha do que se faz de bem nesta Nossa Terra.O Loteamento Urbano do Calvário é uma boa obra, que se está a disponibilizar terrenos infra-estruturados a preços extremamente acessíveis, motivando a construção, o emprego e a dinamização económica do Município de Gavião.

 

O Presidente da Câmara

Jorge Martins

 

 

Ora em reunião de câmara, mais uma vez usurpa-se que a qualidade de vereação do Sr. Paulo Matos, transita para a sua própria opinião pessoal, claramente identificada enquanto simples cidadão. Desta forma, o Presidente no espaço de uma reunião oficial faz uso dos seus poderes para responder de forma ofensiva  a um alerta de um cidadão.

 

Será que se deve recordar o que o vereador Paulo Matos disse em Junho, em reunião de câmara, e ai sim na qualidade de VEREADOR?

“…uma campanha de calúnia e difamação pessoal contra a minha pessoa. O povo já percebeu isso.”

 

Pior é colocar os funcionários públicos entre a espada e a parede!

 

O cidadão Paulo Matos responde: Nenhum funcionário foi indiciado, foram fotografados objectos inertes e o seu estado.

 

Quando não há argumentos para refutar dada a clarividência fotográfica, coloca-se atrás dos seus funcionários! Em vez de assumir uma falha de gestão como pode acontecer a todos.

 

O cidadão Paulo Matos, presidente da Assembleia da Mesa do PSD de Gavião, replica:

"Eu também defendo os Funcionários Públicos, e o seu direito a um trabalho justo e honrado, mas não defendo as opções politicas de gestão de recursos humanos que lhes é colocado em cima.

 

Uma câmara é como uma empresa necessita de gestão preocupada. Só isso!"

 

Ou será, que o um presidente da Câmara de Gavião, enquanto cidadão já só se preocupa em mostrar trabalho no sua função público/política batendo na oposição, pois agora que é presidente da distrital do PS, (numas eleições em que era o único candidato) tem de demonstrar serviço a Malhando no PSD!

 

A democracia também é saber ouvir a oposição, e aí em quase de um ano e graças a presidente de Gavião, o vereador Paulo Matos, já encaixou mais experiência, que o já, presidente da distrital do PS, acumulou nesta sua eleição de candidato único.

 

 

Por último, PROJECTO E ACÇÃO é a essa a força do Vereador Paulo Matos!

"Mais um vez, se afirma: o resultado das vossas políticas, está espelhado nos vossos filhos, todos a trabalhar em Lisboa!"

 

publicado por Paulo José Matos às 01:30 | comentar | favorito