O serviço público, num Estado de Direito, vê a democracia sem a existência de forças partidárias!

 

JSD questiona cenário de censura no ‘Prós e Contras’

A Juventude Social Democrata (JSD) “estranha” não ter sido convidada para “participar activamente” no programa ‘Prós e Contras’ que esta noite é exibido em directo na RTP1, pelas 22h30, com o tema ‘Jovens sem esperança ou juventude sem vontade’.

 

Em comunicado, a estrutura elogia a escolha do tema, mas lamenta que a produção do programa tenha “garantido aos seus dirigentes que poderiam assistir mas não poderiam participar nem colocar questões por serem de uma juventude partidária”. Por isso, a JSD questiona se o “serviço público de televisão chega ao ponto de quase censurar os líderes das estruturas onde os jovens ainda participam activamente na actividade pública e política”.

 

A juventude laranja pondera mesmo avançar com uma queixa à Entidade Reguladora da Comunicação Social e põe em causa se “o serviço público, num Estado de Direito, vê a democracia sem a existência de forças partidárias” ou que seja esta uma infeliz particularidade do tão dispendioso serviço”.

 

No documento, a JSD aponta que a democracia do País “assenta nos partidos políticos”, pelo que, sublinha, “a existência  de juventudes partidárias não pode ser ignorada pelo próprio serviço público de televisão” já que, defende, são estes grupos que “há anos a esta parte têm alertado a sociedade para os problemas dos jovens e proposto várias soluções”.

 

LINK http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/lazer/tv--media/jsd-questiona-cenario-de-censura-no-pros-e-contras

publicado por Paulo José Matos às 23:55 | comentar | favorito