06
Out 11

Renascer de uma ideia antiga, o Desporto de Expressão!!!

Caros Leitores,

 

A propósito do subsídio dado ao Clube Gavionense, gostaria que todos os meus leitores ponderassem em consciência, o exemplo do F.C. Crato.

 

O facto da Câmara do Crato a partir de determinado ponto não cumprir com as suas obrigações financeiras, potenciou um Embróglio que deixou em condições lastimáveis a participação do FC Crato, e que resultará na transmissão de uma péssima imagem da marca Crato...

 

Veja você mesmo em

 

http://www.fccrato.pt/noticias/2011/comunicado_1.htm

 

http://www.ojogo.pt/Directo/NoticiaHora_futIIIdivisaofccratodemitemseextibnguemequsenior_220911_391946.asp 

 

Excerto: Os órgãos sociais do FC do Crato decidiram hoje demitir-se em bloco e extinguir a equipa de futebol sénior, por o município não atribuir um subsídio mensal de oito mil euros, decidido maioritariamente entre os eleitos na câmara.

 

 

Refiro ainda um artigo bastante interessante acerca deste tema, divulgado neste mesmo blog, pelo Filipe Tibúrcio (que agora anda em altas!), em que referia que o ideal desportivo seria seria o Desporto de Expressão:

 

Excerto: Turquel freguesia de Alcobaça que aproximadamente tem os mesmos habitantes que o concelho do Gavião, no qual fizeram uma aposta num desporto que não futebol, e neste momento é um caso de sucesso, sendo considerada a “aldeia do hóquei”,no qual toda a população sinerge para o projecto, pavilhão desportivo esgotado e aposta elevada na formação e com já diversas passagens pela 1 Divisão sénior de Hóquei em Patins.

 

http://p-m.blogs.sapo.pt/50940.html ver artigo completo do Filipe

publicado por Paulo José Matos às 18:00 | comentar | favorito
06
Out 11

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião

Na ordem de trabalhos

  • Proposta do Contrato Programa de Desenvolvimento Desportivo entre o Municipio de Gavião e o clube Gavionense para a época desportiva 2011/2012,
    • Modalidades desportivas
      • Futebol de Formação - 3 equipas - 50 atletas
      • Futebol Sénior - 23 atletas
      • Pesca Desportiva - 10 Atletas
      • BTT - 20 Atletas
    •  Renda mensal paga pelo municipio ao Clube de 3.750€

A minha intervenção sobre este tema

 

Voto de Abstenção

 

Vou-me abster por vários motivos.

A primeira razão é porque acredito que num momento em que se avizinha mudanças por força da condição socioeconómica do país, todas as operações orçamentais irão mais cedo ou mais tarde ser revistas, pois as autarquias também estão convocadas ao esforço nacional de redução da despesa. Assim, considero insensato promover mais um protocolo de subsidio dependência a uma instituição que declaradamente vive com mais de 80% de financiamento público, ano após ano. Coloca-se assim em risco a edilidade e o próprio clube, a edilidade porque a meio do prazo estabelecido pode não conseguir cumprir com as transferências financeiras, e o clube, porque ao prever estas mesmas transferências e não as recebendo pode por em causa todo o projecto que certamente irá desenhar para o próximo ano, pode por em causa as vidas dos atletas e dos funcionários.


Por outro lado, e tal como estava no meu programa eleitoral, defendo que só se deve considerar serviço público nesta área desportiva, tudo o que seja aplicável aos jovens, porque esses sim e em grande proporção são realmente das nossas terras.


Em último, e podem apelidar-me com todas as vossas normais inconveniências em seguida, o facto é que não existe nenhuma mais-valia para o concelho dispor de uma equipa de futebol sénior com tão alto orçamento, se em contrapartida os mesmos apoios são recusados ao meio empresarial seja ele social e/ou privado, esses sim capacitadores e geradores de riqueza, sendo a criação de mais um posto de trabalho no concelho o feito que se esperaria ser mais importante da vossa governação, ao contrário da realidade que todos os dias contactamos pois o concelho a cada ano que passa está mais anoréctico do ponto de vista do mercado de trabalho.


 

Fora da ordem de trabalhos

 

Caríssimo Presidente e Vereadores,

 

Hoje, a minha intervenção será bastante breve e procurarei abordar-vos apenas em dois temas.

 

O primeiro tema que aqui trago, não é de facto original deste vereador, foi-vos colocado à disposição, à disposição de todos os que tem funções autárquicas pelo governo de Portugal, isto é, a Reforma administrativa local foi colocada em debate nas comunidades pela redacção do documento Verde da Reforma da Administração Local.

 

Assim questiono o executivo, se já existe alguma consideração sobre o documento, ou mesmo se existe alguma linha orientadora para iniciar o debate no nosso município, por exemplo com o líder do executivo a efectuar um levantamento das sensibilidades dos partidos com assento na Assembleia Municipal, começando, desde logo, pelo Partido Socialista. Ou ainda iniciar uma consulta pública, ou mesmo um referendo local.

 

Indico que apesar de a meta temporal estar fixada daqui a um ano, é com tempo que se faz o bom planeamento e avaliação, por isso deve em minha opinião começar o quanto antes.

 

O meu segundo tema, não é mais que uma reflexão no sentido da janela temporal de marketing que se abriu por breves instantes, e que ocorre provavelmente uma vez na vida, sendo que se o município não a aproveitar, então terá dado mais um passo rumo ao esquecimento deste concelho na imensidão de Portugal.

 

Constata-se que a sociedade contemporânea em que vivemos tem presentes diversas formas de comunicação, e nós em termos de marketing territorial não podemos estar alheios. Os reality shows são aquilo que quisermos fazer deles, tanto no sentido positivo e de criar valor como de destruir valor.

 

O concorrente Gavionense Filipe Tibúrcio, criou valor sob a sua imagem, pois esteve alheio a conflitos e querelas, tendo ao mesmo tempo demonstrado um nível de cultura bastante acima dos restantes participantes na televisão que Portugal vê. Relembro que um  share de mais de 50% não é facilmente alcançável em televisão.

 

Por todos estes motivos, incentivo-os a contactar a agente do concorrente Filipe Tibúrcio, ou mesmo a produtora do programa para que possa ser avaliada um possível aproveitamento publicitário para o concelho de Gavião.

 

Tenho terminado.

 

O vereador

Paulo José Matos

 


 

publicado por Paulo José Matos às 12:00 | comentar | favorito