Nos cuidados de saúde, as posições são iguas!

Caros leitores,

 

Venho aqui revelar agora que é público, que tal como assumido na reunião de dia 22 de Fevereiro do executivo camarário, que estou solidário com a população e compartilho da tomada de posição do executivo em relação ao tema saúde!

 

 


 

Noticia A barca

Fonte:http://www.abarca.com.pt/ultimas/gaviao_autarquia_quer_reposicao_de_cuidados_de_saude.html

 

"A Câmara Municipal de Gavião, através de um ofício dirigido ao Presidente da Administração Regional de Saúde do Alentejo, "solicita a reposição da prestação de cuidados de saúde nos contornos que sempre ocorreram".


Segundo o documento, assinado por Jorge Martins, presidente da autarquia, "as recentes alterações, encaminhando todos os utentes do concelho para o Hospital de Portalegre ou Elvas, têm suscitado enorme descontentamento da população", "não pelos serviços prestados, mas pelos enormes prejuízos para os utentes". Não existe uma rede de transportes entre Gavião e Portalegre e o serviço de táxi custa entre 50 a 60 euros pelo que "as famílias de menores recursos, sem viatura própria, ficam impossibilitadas de visitar os seus familiares e os custos com a realização de exames complementares de diagnóstico aumentam substancialmente".


Mas, entre Gavião e Abrantes existe, diariamente, autocarros, expressos e comboios. Deste modo, a autarquia pretende que seja reposta a prestação dos cuidados de saúde que no concelho de Gavião, devido à sua localização periférica, sempre ocorreu no Hospital de Abrantes, para os utentes das freguesias de Atalaia, Belver, Gavião e Margem. Apenas os utentes da freguesia de Comenda eram encaminhados para o Hospital de Portalegre.


A decisão foi tomada em reunião do executivo municipal, realizada a 15 de Fevereiro, sendo justificada "por uma questão de racionalidade económica, rentabilização de recursos e diminuição de custos quer para os utentes, quer para o Estado"

 

publicado por Paulo José Matos às 07:00 | comentar | ver comentários (1) | favorito