31
Ago 12
31
Ago 12

No Gavião não se aprende com os erros do passado

Boa noite caros amigos,

 

Estando de volta a estes mundos, dado o ganho de tempo que tenho agora devido à libertação do estudo do mestrado, eis-me de volta para divulgar más decisões, isto é, como se gasta o dinheiro que é de todos neste concelho.

 

Começo por vos tentar recordar algumas situações.


Quem se lembra desta imagem de Gavião (2008)?

Problema: a madeira apodrece.

 

 

 

Confirmar noticia aqui http://p-m.blogs.sapo.pt/2008/12/15/

 

 

Quem se lembra destes famosos candeeiros (2009)?

Problema: preço muito elevado (1.772,33€ unidade).


 

Confirmar noticia aqui http://p-m.blogs.sapo.pt/2009/05/18/

 

 

Quem se lembra desta imagem de Gavião (2010)?

Previsão pessoal: a madeira irá apodrecer até 2016.


 

Confirmar noticia aqui http://p-m.blogs.sapo.pt/52219.html

 

...

 

...

 

...

 

Entretanto descobri uma coisa nova e encontrei evidências da outra.


1. A primeira "coisa" que descobri, foi o preço!

Fiquei engasgado, é que os candeeiros ficaram pelo preço unitário de 1.465€.

 

Data de Publicação no BASE 17-10-2011
Tipo(s) de Contrato Aquisição de bens móveis
Tipo de Procedimento Ajuste directo
Descrição Contrato de aquisição de 27 armaduras do tipo ALURA da Schréder
Fundamentação Artigo 20.º, n.º 1, alínea a) do Código dos Contratos Públicos
Fundamentação da necessidade de recurso ao Ajuste Direto (se aplicável) Não Preenchido
Entidade Adjudicante - Nome, NIF Município de Gavião (506865517)
Entidade Adjudicatária - Nome, NIF Schréder Iluminação, S.A. (500072760)
Objeto do Contrato Contrato de aquisição de 27 armaduras do tipo ALURA da Schréder
CPV 31500000-1, Equipamento para iluminação e lâmpadas eléctricas
Data de Celebração do Contrato 16-09-2011
Preço Contratual 39.555,00 €
Prazo de Execução 30 dias (30 dias)
Local de Execução - País, Distrito, Concelho Portugal, Portalegre, Gavião

 

Confirmar noticia aqui http://www.base.gov.pt/base2/html/pesquisas/contratos.shtml?tipo=1#270180


O modelo do candeeiro http://www2.schreder.com/documents/ALURA%20+%20DESCOBERTAS/Portuguese/Brochure/200707181648/37264a-ALURA-PO.pdf

 

 2. A segunda "coisa" que confirmei é que este modelo vai apodrecer brevemente... ora vejam o resultado em Almada, numa urbanização semelhante!


Loteamento do Calvário - Gavião (Junho - 2012)

 

Loteamento Urbano - Almada (Maio - 2012)



A pergunta que fica... Porque é que a Câmara de Gavião escolheu um modelo de candeeiro público CARO (1.465 € unidade) e que vai ter uma vida útil curta? 


Não havia alternativas (nem que fosse só na questão da durabilidade)?


Eis para reflexão!

publicado por Paulo José Matos às 00:01 | comentar | favorito
29
Ago 12
29
Ago 12

Água - Não é do problema é da solução

Caríssimos...

 

Utilizando vários ditados popularuscos "Se não é do cu é das calças!"... já recebi quatro queixas por escrito sobre a solução afecta à descontaminação da água da "tal bicharada", isto é, a dose massiva de cloro que lhe foi introduzida.

 

 

Mais que saúde pública, pois ninguém se atreve a beber a água, a queixa em causa é que esta água tem estragado "máquinas de roupa"... como me dizem "menino, mais valia não ter feito máquina, fiquei com a roupa toda estragada! Se a câmara não podia ter posto um edital a avisar que iam fazer tratamento das águas durante uma semana? Já não há dinheiro para papel e impressões? Que tristeza.".

 

Fica o reparo.

 

Os melhores cumprimentos

Paulo Matos

publicado por Paulo José Matos às 22:00 | comentar | favorito
27
Ago 12
27
Ago 12

Moralidade vs Legalidade - Contratação de RH em apenas 3 dias

Caros amigos,

 

Como sabem (alguns de vós) durante os últimos 10 meses estive mais ou menos apagado, à excepção do evento feito em Maio, por causa da frequência da parte curricular de um Mestrado em Cidadania e Participação Ambiental, o que me permitiu evoluir em vários campos, inclusive alguma componente administrativa relativa a Planos Directores Municipais - PDM. À partida agora falta apenas iniciar a dissertação.

 

Os resultados da parte curricular estão a sair, e provavelmente por forma a manter a transparência tanto a nível local como nacional, na questão das habilitações académicas, seja pelo famoso caso Sócrates da licenciatura ao Domingo ou agora o Relvas com a sua licenciatura de 4 disciplinas, estou a inclusive a ponderar colocar aqui a minha avaliação.

 

Dito, isto voltarei com temas picantes.

 

Ora um tema que tenho sempre afastado  (e assim continuarei) são os recursos humanos, porque são da competência exclusiva de quem gere a Câmara no dia a dia.

 

Acontece que até eu tenho uma opinião formada.

 

Na semana passada verifiquei algo, que me pareceu muito imoral (ainda que seja legal), isto é, uma oferta pública de emprego para Ensino de Inglês, outro para Actividade Física e Desportiva e por último um professor de Música, e que globalmente constituem as AECs, num prazo circunscrito a 3 dias úteis.

 

Ora o concurso começou hoje dia 27 - Segunda-Feira e termina Quarta-feira, por isso atentos.

 

http://www.cm-gaviao.pt/municipio/camara_municipal/avisos/20120824_AVISO_concurso_pessoal_docente_programa_atividades_enrequecimento_curricular_1CEB.pdf

 

 

 

 

 

 

Não discuto aqui nomes dos candidatos, mas em minha opinião e do ponto de vista moral é muito curto para uma séria selecção dos melhores talentos.

 

Fica a nota.

 

Paulo Matos

publicado por Paulo José Matos às 08:00 | comentar | favorito
21
Ago 12
21
Ago 12

A água... no concelho de Gavião, não o é!

Caros amigos

 

Há alguns dias que a água no concelho de Gavião tem sido comentada na rua... e inclusive digital! (vulgo redes sociais)

 

Fica a pergunta, será que ainda ninguém com responsabilidades se deu conta?

 

 

Até fizeram acordar o rato, que colocou uma foto muito ilustrativa (se a mesma for verdadeira... desconheço)!

 

 

 

publicado por Paulo José Matos às 00:01 | comentar | favorito
20
Ago 12
20
Ago 12

Em defesa da tauromaquia - Armando Varela - Presidente de Sousel

Caros amigos,

 

Os animais tem de ser respeitados mas a nossa cultura deve ser preservada.

 

A tauromaquia não é ou se resume à morte. Existem muitas facetas da arte do toiro e muitas delas a morte não faz parte do cardápio.

 

Eis a opinião do (também) presidente da Comunidade Intermunicipal do Norte Alentejano (CIMAA) - Armando Varela, ainda que fale em nome da câmara de Sousel, sobre o assunto a propósito da polémica em Viana do Castelo.

 


Fonte: http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=56992


16 de Agosto, 2012

 

 

Autarcas alentejanos contestaram hoje a tomada de posição da Câmara de Viana do Castelo, que anunciou que vai propor à Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP) a criação de uma secção de municípios «contra as touradas».

 

«É uma situação que não terá ‘pés nem cabeça’. Não vivemos num país para o andarmos a dividir entre os que gostam de uma coisa e os que gostam de outra», afirmou o presidente do Município de Monforte, Miguel Rasquinho, em declarações à agência Lusa.

 

Por sua vez, o presidente da Comunidade Intermunicipal do Norte Alentejano (CIMAA), Armando Varela, considerou que a ideia avançada pelo município de Viana do Castelo passa à margem do trabalho desenvolvido pela ANMP, uma vez que a associação «serve para construir e não para destruir».

 

«A ANMP é uma organização que procura fazer qualquer coisa e não destruir qualquer coisa. Ao longo dos anos, foram construídas secções na ANMP para construir e não para destruir», sublinhou hoje à Lusa Armando Varela.

 

A Câmara de Viana do Castelo quer propor à ANMP a criação de uma secção de municípios «contra as touradas», que terá como objectivo a «erradicação» deste tipo de evento.

 

O anúncio foi feito hoje à Lusa por José Maria Costa, autarca de Viana do Castelo, município que se tornou, em 2009, o primeiro a declarar-se «antitouradas» e que tenta impedir a realização de uma corrida de touros na cidade, agendada para o próximo domingo.


Esta futura secção de municípios contra as touradas, que já está em estudo, servirá para «dar voz àqueles que, no país, se querem manifestar contra este tipo de tratamento aos animais».

 

«Poderá ser através de uma secção da ANMP contra as touradas, um grupo que possa levar à erradicação, à libertação do país das touradas, como no passado aconteceu com a escravatura», explicou José Maria Costa.

 

A ANMP conta há vários anos com a secção dos municípios com actividade taurina, departamento que congrega várias dezenas de concelhos de norte a sul do país.

 

Através desta secção, a grande maioria já declarou a tauromaquia Património Cultural e Imaterial de Interesse Municipal.


«Estou convencido, como diz o povo e bem, que ‘presunção e água benta cada um toma a que quer’ e estou convencido de que essa ideia do colega de Viana do Castelo não passa», afiançou Armando Varela.

 

Embora considere a proposta do município de Viana do Castelo «legítima», Armando Varela, que é também presidente do Município de Sousel, argumentou que o «grande desafio» do país passa por «criar condições para potenciar o desenvolvimento económico e combater o desemprego».

 

Também o autarca de Monforte disse respeitar a proposta do seu colega de Viana do Castelo, mas lembrou que a tauromaquia é uma actividade com «uma importância fundamental» em muitas regiões do país, pois, também «promove emprego de forma directa e indirecta».

 

Miguel Rasquinho, que se assumiu «defensor da cultura de cada região», sublinhou ainda acreditar que «todos os outros também respeitarão a entidade cultural de cada um, uma vez que a tauromaquia está um pouco difundida por todo o país».

 

Lusa/SOL

publicado por Paulo José Matos às 19:00 | comentar | favorito