23
Fev 14

XXXV Congresso do PSD (fotos)

 

 

 

 

publicado por Paulo José Matos às 22:00 | comentar | favorito
23
Fev 14

Passos se tivesses trocado o Relvas pelo Vitor Gaspar... tinhas visto um mundo novo!

Amigos,

 

Este fim-de-semana ocorreu um congresso do partido, no qual milito, que será memorável.

 

Foi um congresso fantástico, alegre onde todos apareceram... e até Marcelo Rebelo de Sousa, desceu do seu púlpito dominical, e veio a meio de nós. Muito emocionante.

 

Porém, houve uma chaga. Tenho de confessar que estou magoado com Pedro Passos Coelho.

 

Como é que Passos Coelho põe Relvas em cabeça de Lista? Como é possível! PPC não sabes que o Relvas só serve para contaminar a opinião pública?

 

Se querias queria reabilitar alguém, então que fosse Vítor Gaspar.

 

Admito, que tenho uma especial admiração por alguém, que entrava no ministério das finanças às 7 da manha e sai-a de lá perto das 20 horas, todos os dias.

 

Sei isto, porque dentro do ministério tenho uma familiar que me conta. Aliás na véspera de ano novo de 2012/2013 fui buscar essa familiar às 22 horas porque o ministro Vítor Gaspar ainda estava a despachar ofícios.

 

Foi a politica de Vítor Gaspar (que também teve os seus erros), que tirou Portugal da bancarrota em 2011 (os cofres públicos só tinham à data dinheiro para pagar salários e reformas, para os próximos dois meses)... e neste momento temos dinheiro para todo o ano de 2014 e (segundo se consta) já há dinheiro até 1/3 de 2015.

 

Não é de estranhar portanto que a lista da JSD, a lista do meu companheiro Pedro Pimpão, de Leiria tenha tido o resultado que teve. Aliás, fico muito feliz por isso (só tenho pena é de ter perdido).

 

Os congressistas sabem o que querem, e neste caso PPC não era o Relvas.

 

Paulo Matos

(autarca e militante de base)


 

 

Fonte : http://www.publico.pt/politica/noticia/lista-de-relvas-dispersa-votos-para-o-conselho-nacional-1625903

Lista de Relvas obtém pior resultado de Passos no Conselho Nacional

Nove listas apresentaram-se a eleições para o órgão que representa o parlamento do PSD.

 

 

 

A lista liderada por Miguel Relvas ao Conselho Nacional do PSD foi a mais votada com 179 votos, o que corresponde a 18 mandatos, o que é considerado o pior resultado de Passos Coelho como líder do PSD.

 

Em segundo lugar para o Conselho Nacional, que é uma espécie de parlamento no partido, ficou a lista da JSD, liderada por Pedro Pimpão e que é apoiante de Passos Coelho, que conseguiu 14 mandatos. A votação expressou o descontentamento dos congressistas. Apenas 23,4% dos eleitores apoiaram a lista oficial apresentada por Pedro Passos Coelho. À entrada para o encerramento do Congresso, Marco António Costa, porta-voz do partido, tentou relativizar o regresso do antigo-ministro dos Assuntos Parlamentares ao partido. “O conselho nacional é um órgão que reúne várias vezes ao ano e ele, com a sua opinião, também poderá dar um contributo relativamente à estratégia e à vida do partido”, disse aos jornalistas Marco António Costa, desvalorizando a polémica: “não é uma pessoa ou outra pessoa, por muito importante que ela possa ser dentro ou fora do partido, mas o conjunto do trabalho que aqui foi feito por ex-líderes, actuais dirigentes, militantes, apoiantes, funcionários, todo um conjunto de pessoas”.

 

Para as eleições ao Conselho Nacional apresentaram-se nove listas, ao que correspondeu uma clara dispersão de votos. Pode mesmo ter havido uma transferência de votos da lista A, de Miguel Relvas, para a lista H, do jovem militante Pedro Pimpão, que obteve 18,4 % dos sufrágios. É habitual no PSD existir um elevado número de listas candidatas ao Conselho Nacional: em 2012 avançaram 10 e em 2010 apresentaram-se 13.

 

Neste domingo, a lista liderada por Sérgio Humberto (Trofa) ficou em terceiro lugar, com 94 votos e nove mandatos, e a menos votada foi a lista C, encabeçada por José Augusto Felício, com cinco votos e zero mandatos.

 

Todas as outras tiveram entre 35 e 86 votos e obtiveram lugares naquele é que o órgão máximo entre congressos.

 

As eleições para o Conselho de Jurisdição Nacional do PSD contaram com quatro listas. Calvão da Silva, que liderou a lista A, foi reeleito com quatro mandatos (em nove lugares), menos um do que há dois anos. Na segunda posição, com 202 sufrágios e dois mandatos ficou a lista B de José Miguel Bettencourt, que já integrava o Conselho de Jurisdição. Com um total de 157 votos foi eleita a lista C, encabeçada por Paulo César Colaço, que conta com dois mandatos. E último lugar ficou a lista E, que apresentou Ricardo Bastos Sousa a votos e que alcançou 93 sufrágios e um mandato.

 

A Comissão Política Nacional, liderada por Jorge Moreira da Silva, foi eleita por uma esmagadora maioria de 660 votos (85%) a favor. O ministro do Ambiente e Ordenamento do Território mantém-se como primeiro vice-presidente, apesar de Marco António Costa continuar a ser porta-voz e coordenador da comissão permanente do PSD, o núcleo duro de Passos Coelho.

Nas vice-presidências do partido continua Teresa Leal Coelho, que saiu apenas do mesmo cargo na bancada parlamentar por discordar da proposta de referendo, e Pedro Pinto, deputado e vereador em Sintra. Entram Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, José Matos Correia, antigo chefe de gabinete de Durão Barroso. Saíram Manuel Rodrigues, que assumiu funções governativas, e Nilza de Sena, deputada, que passa a integrar o Conselho Nacional.

 

Como secretário-geral mantém-se José Matos Rosa.

 

Na Mesa do Congresso, Fernando Ruas, antigo presidente da Câmara Municipal de Viseu foi legitimado com uma maioria de 684 votos (88,5%), um resultado semelhante de há dois anos. Para presidir à Comissão Nacional de Auditora Financeira foi eleito Pedro Reis. A sua lista alcançou 672 votos.

Na madrugada de sábado os congressistas aprovaram todas as moções apresentadas ao conclave, inclusive a dos Trabalhadores Social Democratas que propõem o aumento do salário mínimo nacional, e a de António Pinheiro Torres, que deseja a reavaliação da lei de interrupção voluntária da gravidez. A moção do líder foi aprovada apenas com três abstenções.

publicado por Paulo José Matos às 21:30 | comentar | favorito
22
Fev 14

Última Hora - membros do PSD abandonam Assembleia Municipal de Gavião em protesto com Jorge Martins

 

Última Hora

 

Membros do PSD abandonam Assembleia Municipal de Gavião em protesto com o presidente da mesa Jorge Martins, por este não respeitar legislação autarquica na condução dos trabalhos

 

 

publicado por Paulo José Matos às 16:30 | comentar | favorito
22
Fev 14

Identificado suspeito da prática de vários furtos - Gavião

 

21 de Fevereiro de 2014 às 16:35

Ontem, dia 20, o Posto Territorial do Gavião, juntamente com o Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial de Nisa, constituíram arguido um indivíduo suspeito de vários furtos e apreenderam diverso material furtado.

 

Os militares detetaram na localidade de Outeiro, Belver, um individuo que circulava com uma viatura ligeira de passageiros que constava para apreender.

 

Após ser fiscalizado pela GNR, verificou-se tratar de um individuo suspeito da prática de vários furtos.

 

O indivíduo, que está referenciado por outros crimes de furto de metais não preciosos e de material agrícola, autorizou uma busca domiciliária à sua residência, que culminou na apreensão de diversos materiais provenientes de outros furtos realizados na área dos concelhos do Gavião, Mação e Abrantes.

 

Os proprietários contactados deslocaram-se ao Posto do Gavião para reconhecimento e identificaram o material como sendo seu, contudo o mesmo permaneceu apreendido como meio de prova.

 

De entre o material apreendido contabiliza-se três moto-serras, cinco máquinas de soldar, dois pulverizadores, dois compressores, quatro rebarbadoras, quatro berbequins, duas lixadoras, uma serra elétrica, uma misturadora, duas fresas, uma bomba de água, uma moto-roçadora, uma chapa de matrícula e um ciclomotor.

 

O suspeito, foi constituído arguido nos diversos processos sobre o material encontrado e foi-lhe atribuído termo de identidade e residência.

 

Das diligências efectuadas junto do Instituto de Mobilidade e dos Transportes, não se veio a verificar a apreensão da viatura, tendo sido redigido um auto de contra-ordenação por falta de transferência de propriedade do mesmo.

 

Fonte:https://www.facebook.com/notes/gnr-norte-alentejo/identificado-suspeito-da-pr%C3%A1tica-de-v%C3%A1rios-furtos-gavi%C3%A3o/218889818314923

 

publicado por Paulo José Matos às 11:00 | comentar | favorito
21
Fev 14
21
Fev 14

Comunicado PSD Gavião - Votação de Medalha de Mérito

 

 

publicado por Paulo José Matos às 00:00 | comentar | favorito