Armando Galinha – o grande empreendedor da vila de Gavião

Caros amigos,

 

 Dezembro é sempre um mês especial!

 

 Neste mês (e em todo o país) são feitas todas as possíveis homenagens a pessoas pertencentes aos círculos pessoais e/ou sociais de quem as homenageia, a futuros compadres e ainda em nome de antigos favores (não esquecidos, estando bem sinalizados no tempo...).

 

"Grandes peixes, pescam-se em grandes rios."

 

 Estando Dezembro com esta tão forte disposição, não recuso eu a continuar o desafio da lembrança aos bons homens que esta terra ainda tem ou já teve. Muitas vezes foram ignorados pelos que nada procuram, para além de uma mal disposição encomendada ao próximo.

 

 Depois do Sr. Padre Fernando Vieira, e deste meu posto avançado de liberdade de expressão, eis que vou lançar mais um nome de grande porte que tem caído em grande esquecimento por entre muitos, mas não entre aqueles que querem realmente analisar a realidade!

 

 Eis o Sr. Armando Galinha, grande benfeitor da vila de Gavião, que tem em cada esquina um projecto seu... a vila de Gavião está moldada à imagem que o leve traço de carvão dos seus projectos de engenharia civil propôs.

 

O melhor empresário da década de 80 e 90?


Pergunto de forma positivamente retórica!

 

Considero o Sr. Armando Galinha um indivíduo com muita coragem pois o seu contributo na vila de Gavião foi mais que a obra, foi a capacidade de transformar o seu próprio capital em investimento habitacional continuado (no tempo) e em crescente qualidade.

 

A esta iniciativa individual contrapôs-se uma população que sempre teve problemas transversais e estruturais. Refiro-me claramente à alta taxa de desemprego entre a população activa, ao êxodo rural e à fraca diversidade da empregabilidade do município confinado em duas opções (1) Serviços Municipais de Gavião e (2) Santa Casa da Misericórdia de Gavião.

 

Não destaco o Sr. Armando Galinha em desfavor de toda a classe profissional que representa. Pelo contrário, faço-o em representação desta, pois em minha opinião foi a única que no concelho de Gavião teve a capacidade de vingar, de criar projectos, de criar postos de trabalho, de não desistir de si própria, ao contrário de quase todas as outras!

 

Deixo o desafio para que a designação toponímica do arruamento principal do loteamento do calvário, seja o bom nome do Sr. Armando Galinha, em honra do próprio mas também em representação desta classe profissional.

 

Eis alguns exemplos dos seus projectos:

 

 

 

 

 

Os melhores cumprimentos

publicado por Paulo José Matos às 00:01 | favorito