Nós por cá... Gavião!

Caros leitores,

 

Acho que um município é algo que todos temos de cuidar e o espaço público que é de todos, deve ter sempre um mínimo de atenção.

 

Não sou o único, a ter essa opinião. Um programa bem conhecido da SIC, "Nós por cá!", deu o mote para que todos os cidadãos possam manifestar os pequenos desconfortos do dia a dia e que passam despercebidos aos governantes mais interessados em estar no seu escritório, procurando ser convidados para este e para aquele evento, e se possível serem padrinhos ou apadrinhados...

Neste programa nota-se claramente o desleixo  a acontecer  de forma natural, mas bastava tão pouco para a sua correcção!

 

Na minha própria rua, Bairro Cadete desde há mais ou menos dois meses tenho uns "blocos" a repousar... desconheço a sua proveniência, mas garanto-vos que não fui eu que os lá pus!

 

 

Próximo de uma propriedade dos meus avós, ainda dentro da vila de Gavião, vem desembocar o novo arruamento do Loteamento do Calvário, mas calvários burocráticos deve ser o que se está a passar para poder justificar que ainda não se tenham retirado dois postes do meio da estrada!

 

 

Loteamento do Calvário pródigo, em coisas engraçadas! Ora ou eu acho que comprámos algo em low cost ou não sei! Sinceramente, é que só isso justifica que um poste não tenha o respectivo candeeiro! 


 

 

Não percebo como é que nos dias de hoje, em que falamos de sustentabilidade a médio prazo, o porquê para este loteamento se ter comprado candeeiros que são embelezados em madeira! Fez-me lembrar as paliçadas na entrada de Gavião, que também neste blog apelidei de desperdício de dinheiro e assim foi, porque hoje já lá não existem, dado terem apodrecido!

 

Enfim, madeira em postes, só se forem para daqui a seis anos colocarem novos postes... incompreensível ainda mais é terem sido retirados os plásticos de protecção apesar das obras continuaram... Ok, esqueçam lá os seis anos da minha previsão, daqui a três mudamo-los, que Gavião é rico!

 

Já nas ruas de Gavião, e um pouco por todo o lado a história é outra... é que isto de calçada Portuguesa, tem pouco!

 

 

Esqueci-me, de referir que nesta nova área de Gavião, e com enorme tristeza para todo o concelho se mantenha a privação de uma grande obra JÁ FEITA, SÓ À ESPERA DE UM CORTA FITAS... a Biblioteca!

 

É um crime, não abrir uma biblioteca num dos últimos concelhos de todo o Alentejo que ainda não tem este tipo de equipamento!

 

 

Na piscina, os vidros partidos com mais de seis meses... são o ar - a - condicionado, na zona das máquinas!

 

 

 

Na minha intervenção em que marquei os seis meses de mandato como vereador http://p-m.blogs.sapo.pt/41835.html,  inquiri sobre o futuro do espaço ajardinado circundante da piscina.

 

Propus nesse momento, iniciar uma  reconversão do espaço para um centro de manutenção para toda a população e em particular  para a população sénior, proviniente do Lar da Santa Casa da Misericórdia de Gavião.

 

 

Foi-me respondido que ideias para o espaço não faltavam por parte dos governantes efectivos.

 

Pelos vistos falta a vontade para a concretização de todas elas, o espaço mantêm-se inalcançável ao comum, cidadão! It's a shame, really!

 

Fim de Nós por cá - Gavião!

publicado por Paulo José Matos às 23:45 | favorito