03
Abr 13

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião

Boa tarde,

 

Caros amigos

 

Hoje, verifiquei o quão incomodado anda o ambiente político em Gavião.

 

A reunião de câmara teve alguns momentos dolorosos... um arrependimento encoberto, fruto da estratégia politica tomada, e que resultou numa raiva direccionada para o único interlocutor que ao longo do tempo dos 3 anos foi alertando para a falta de serviço/obra - eu próprio!

 

É importante perceber, que o povo de hoje em dia, não é o povo mal informado de outras décadas... e os políticos actuais locais não tiveram a coragem de fugir à tentação de oportunismo politico momentâneo, de colocar todas as obras (de um mandato para 4 anos) e apoios financeiros... no ano das eleições (mais uma vez).

 

Mas vamos a factos ocorridos na reunião de hoje, que por pena minha, na próxima acta irão estar censurados, como sempre estão.

 


 

Intervenções enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião


Gavião, 3 de Março de 2013

 

  • Divisão de Obras Particulares Planeamento e Gestão Urbanística
    • Apresentação de propostas de Toponímia - Freguesia de Belver

O Exmo. presidente Jorge Martins, apresentou um conjunto de propostas de Toponímias em conjunto com o responsável da DOSU, sendo que no final da apresentação da proposta e de forma invulgar, interpelou directamente o Vereador Paulo Matos, no sentido de que a proposta, não é uma resposta ao que este vereador escreveu (a 17 de Março no blog - ver link http://p-m.blogs.sapo.pt/111408.html). Referiu ainda que a proposta está a ser trabalhada desde há mais ou menos ano pelos serviços.

 

O Exmo. presidente Jorge Martins, avisou ainda o vereador (Paulo Matos) para não cavalgar politicamente com esta apresentação de toponímia.

 

Atendendo à forma inesperada, como foi abordado, totalmente fora dos parâmetros da casa democrática onde a reunião decorria, o sr. Vereador Paulo Matos, respondeu de forma directa, curta e enxuta, que a preocupação não é de agora, e tal como está escrito no Blog(s). A preocupação já vai com uns 5 anos.

 

 (ver no link http://p-m.blogs.sapo.pt/25298.html ou em http://gaviaodetodos.blogs.sapo.pt/1724.html )

Foto de 2008

 

Foto de 2013

 



Temas introduzidos por iniciativa do vereador Paulo Matos e Fora da ordem de trabalhos

 

 

Hoje, trago até vós duas pequenas notas.

  • Gostaria de dar os parabéns ao executivo pela abertura do Museu do Sabão. Ainda que este ande para abrir há já algum tempo.
  • Em segundo, e apesar de ter presente que este ano a pluviosidade é bastante, chamo a vossa atenção para a condição do piso na Estrada Nacional 118 (Sentido Gavião Abrantes), e sabendo que a manutenção não é da competência da câmara, não deixa esta de ter uma palavra a dizer.

 


 

publicado por Paulo José Matos às 18:00 | comentar | favorito
05
Set 12

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião


Fora da ordem de trabalhos


Temas abordados por iniciativa própria


Gavião, 5 de Setembro de 2012

 

 

Caríssimo Vice-Presidente e Vereador,

 

O mês de Agosto, revelou-se anormalmente desafiante à gestão autárquica.

 

Assuntos de grandezas diferentes, mas que na sua totalidade e sem qualquer margem para dúvida, impactam a vida das populações de forma indiscriminada.

 

1. Começo por dar os parabéns ao trabalho conjunto da CIMAA – Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo e da Câmara de Gavião, que conseguiram demonstrar a evidência que era ter habitantes em zonas consideradas verdes para o sinal digital de televisão, mas que estavam a ser sujeitas a intermitências não explicadas e/ou não explicáveis. É com agrado que é um assunto resolvido.

 

2. O segundo assunto, que estou a acompanhar com preocupação, e que pelos vossos comunicados me parece que também está a ser monitorizado, é a já recorrente situação vivida e que afecta principalmente a povoação de Comenda, nomeadamente voltar a perder o médico de família. Não consegui apurar com exactidão o ponto de situação à data de hoje, mas espero que a situação possa ter igual bom desfecho, como na difusão do sinal da televisão digital.

 

3. O meu terceiro ponto, talvez o mais discutido na nossa sociedade durante o mês em causa, foi o problema da água. A forma como foram disseminadas larvas de um determinado mosquito no sistema de distribuição de águas em alta, mas com repercussões em toda a rede em baixa, causou repulsa a muitas pessoas. Bem sei, que o problema, de acordo com as entidades competentes e após diferentes análises laboratoriais, apresenta-se pouco mais que estético, mas não deixa de levantar as devidas preocupações. Por outro lado, a forma como foi implementada a solução é que acabou por causar problemas de acordo com reclamações que me chegaram. O uso excessivo do composto de cloro, fez acalentar algumas denúncias de prejuízos próprios com roupa. Ainda que a culpa, como é óbvio não possa ser designada ao município, não deve recusar-se este, de servir de mediador de problemas por dois motivos, primeiro é a normal proximidade com a população, e o segundo, é porque é este que moralmente cobra o valor da água ao consumidor final.

 

4. Uma quarta situação que por gravosa, fiz questão de endereçar em momento oportuno para os serviços municipais, foi mais uma vez os “cheiros” provenientes dos contentores enterrados de resíduos junto ao jardim novo em Gavião. O problema não é novo, a questão tanto quanto me foi dado aqui a entender em diversos momentos, contínua em tribunal, mas enquanto a situação não é desbloqueada é importante manter a vigilância para que não haja este tipo de queixas.

 

5. Quinta situação. Foi com agrado que tomei nota de que o Alamal integrou o projecto de monitorização de parâmetros ambientais apelidado “PRAIA EM DIRECTO” patrocinado pela Vodafone, pelos quais nesse ponto dou os parabéns, porém, esta mesma situação faz-me relembrar algo que já em temos aqui trouxe a esta mesma reunião, isto é, a deficiência de cobertura de sinal de telecomunicações móveis que existe no local. Se queremos aumentar o número de turistas, até para fornecer condições de qualidade de pronto socorro, tendo em conta os percursos pedestres já existentes, o factor da denúncia em tempo útil é essencial, e isso pode não estar garantido em todos os locais. Nesse sentido, mais uma vez indico que se deva reforçar os pedidos de reforço de sinal para o vale do rio Tejo.

 

http://praiaemdirecto.com:8080/beachSensServer/2012_praiaemdirecto/location_day_706.html

 

 

6. Uma sexta situação, que vos coloco hoje, e por uma questão de transparência institucional, gostaria de saber dados sobre o projeto de Ocupação Municipal Temporária de Jovens, nomeadamente, quantidade de pessoas que já se inscreveram, quantas foram apoiadas e por quanto tempo, em que áreas de natureza de acordo com o artigo 2º se enquadraram, e quem têm sido os elementos júri afetos na seleção dos candidatos.

 

7. Por último, gostaria de dar uma palavra de força não só às populações afectadas mas também aos Bombeiros Municipais de Gavião, pelo trabalho efectuado no combate aos incêndios que têm ocorrido.

 

Tenho dito.

 

 

 

 


publicado por Paulo José Matos às 13:15 | comentar | favorito
18
Jan 12

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião

Gavião, 18 de Janeiro de 2012

Caríssimo Presidente e Vereadores,

 

Trago hoje duas solicitações por parte de duas populações: São Bartolomeu e Comenda.

 

A população de São Bartolomeu, pediu-me que transmitisse uma preocupação, nomeadamente agora que se aproxima um periodo de chuvas fortes, sob a possibilidade de colocar uma manta de alcatrão ou algo com igual efeito, nas ruas com declive acentuado até ao topo da rua, por forma a que não sejam arrastados detritos encosta abaixo.

 

Também, a população de Comenda, me tem transmitido bastantes queixas até, no sentido em que a pressão da água terá sido "alegadamente" reduzida para evitar roturas, desconheço a veracidade da situação, como é obvio, mas que tem como consequência lateral não existir pressão suficiente para alguns electrodomésticos, e mesmo o alcance da quota de água em primeiros andares foi "eliminada".

 

Tenho terminado.

 


 

 

publicado por Paulo José Matos às 12:00 | comentar | favorito
06
Abr 11

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião

Preambulo (Não apresentado na reunião de câmara)

 

Tendo bem presente os constrangimentos que o período eleitoral que se avizinha pode representar, foi imperativo esclarecer qual o nível de impacto (que a venda de falsas ilusões) ao nível concelhio pode representar.


 

Apresentado na reunião de câmara de hoje

  • Fora da ordem de trabalhos

Gavião, 6 de Abril de 2011

 

Caríssimo Presidente e Vereadores,


Hoje trago-vos apenas uma pergunta, que procura ratificar o máximo de transparência, na vida política da nossa comunidade.


Assim, e com toda a clareza questiono o executivo se no período eleitoral que se aproxima, este prevê inaugurar uma qualquer obra pública, tal como por exemplo a Biblioteca Municipal que está por abrir desde 2005 ou, ainda dar início ao programa de Habitação Social – PROHABITA, em que relembro que foi prometido a 25 agregados familiares uma habitação, e que segundo as vossas indicações já era para ter sido avançado em 2010, e não foi isso que se verificou.


Esclareço porém, que não sou contra a abertura da Biblioteca ou mesmo a doação das casas a quem precisa delas, ou a abertura de uma outra qualquer obra pública que não esteja a ser por mim enumerada, pois se estão planeadas é porque certamente fazem falta a esta comunidade.


No entanto, a minha integridade política impõe-me colocar esta questão para descargo de consciência, pois quero acreditar que todos os esforços feitos no município são exclusivamente em prol da sociedade, e das vantagens que esta adquire com os mesmos, independente de todas as conjecturas que os calendários eleitorais intrinsecamente tentam promover.

 

 

 


 

publicado por Paulo José Matos às 12:00 | comentar | ver comentários (2) | favorito
16
Mar 11

Intervenção programada enquanto vereador na Câmara Municipal de Gavião

 Gavião, 16 de Março de 2011

 

Declaração para ser anexada à reunião do dia 2 de Março de 2011

 

Exmos senhores vereadores e presidente

 

Indico que a transcrição presente na acta anterior, continua manifestamente a não retratar fielmente o conteúdo da reunião, desde logo pela ausência dos termos de provocação pessoal usados pelos membros desta mesa.

 

Em minha opinião pessoal, nem os apelos à racionalidade da mesa, após a missiva enviada ao Governador Civil parecem ter servido.

 

Assim, neste momento apenas me surge comentar três (3) situações possíveis, ou se deixa de lado o uso a ataques pessoais nestas reuniões públicas, ou estes ataques pessoais passam a estar transcritos na sua totalidade com clara identificação de quem disse, e o quê(?), ou ainda que as reuniões passem ser gravadas, como várias vezes já o pedi.

 

 


 

  • Fora da ordem de trabalhos

Trago hoje vários tópicos para análise:

 

1) Qual o ponto de situação do Conselho Municipal da Juventude no nosso município, após está última alteração da lei?

 

2) Como ainda falta um mês para o 25 de Abril, e como não está na ordem de trabalhos desta reunião a apresentação da agenda do 25 de Abril, apresentou ainda hoje duas (2) ideias que me foram remetidas.

 

a) A primeira ideia é organização de um evento de balonismo no campo de Aviação da Comenda, e aqui indico que o destaque que não é o evento em si  próprio, apesar de ser algo que pode chamar muitas pessoas ao concelho até porque não é algo comum no norte do distrito de Portalegre, mas o que é importante é a chamada de atenção para falta de utilização do campo de aviação a Comenda, que muitos já esqueceram que existe no concelho, e que acredito que possa ser um pouco mais aproveitado.

 

b) Num segundo ponto era interessante organizar em conjunto com todas as organização locais e regionais, públicas e privadas, e dou o exemplo da Santa Casa da Misericórdia e o IEFP, uma feira de emprego no Concelho de Gavião. Era também importante que a feira tivesse um pequeno colóquio sobre a situação actual e alternativas.

 

3) Como o Sr. Presidente me proibiu de fazer uma declaração de voto ou um qualquer comentário a quando da proposta do TT da CCDR da Ferraria, indico neste ponto da ordem de trabalhos o que gostaria de ter acrescentado nesse âmbito, isto é: tal como no ano passado, também hoje indico que era importante que o concelho de gavião colocasse uns stands expositores sobre informação turística do concelho neste evento de TT para potenciar a evolvente do pequeno comércio aos visitantes do TT.

 

4) Por último, indico ter tomado com agrado conhecimento a nota da realização da feira da gastronomia este ano. É uma situação que me agrada e que defendi à data, pois dá tempo de reflexão à população, em última análise ao executivo neste modelo proposto de intercalação anual entre esta Feira de Gastronomia com a Feira Medieval . E quem sabe se no próximo se podem realizar as duas, data o interregno da Feira Medieval durante este ano.

 

Ficam as ideias.

 


 

publicado por Paulo José Matos às 12:00 | comentar | favorito