Vitória clara de Pedro Passos Coelho


Pedro Passos Coelho é o novo líder do PSD.

 

Foi o acto eleitoral mais popular de sempre na história do partido.

Pedro Passos Coelho venceu as eleições directas no PSD com um resultado "inequívoco" e garantiu que vai convidar os seus adversários directos "para os órgãos nacionais do partido" para começar a preparar uma alternativa ao governo de José Sócrates.

Com os dois andares da sua sede, no centro de Lisboa, sem espaço para mais militantes, apoiantes e jornalistas, o novo líder do PSD deixou uma mensagem clara: "Não temos razões para festejar mas para começar a trabalhar".

O sucessor de Ferreira Leite foi escolhido com 61,6% dos votos e, na sua sede de campanha, foi acompanhado de figuras como Ângelo Correia, Miral Amaral, Miguel Relvas e Marco António.

Mais de 50 mil militantes votaram, o que torna esta eleição na mais popular de sempre. Passos Coelho venceu em todos os distritos, menos na Madeira de Alberto João Jardim, que alinhou com Rangel.

Rangel conquistou 34% dos votos, seguido de Aguiar Branco com 3,6%. Castanheira Barros, que teve uma votação residual de 0,23%, dirigiu-se à sede de campanha de Passos Coelho para cumprimentar o novo líder social-democrata.

 

Em Gavião, os valores foram:

  • 67% de votantes
  • 33% de abstenção

 

Votação efectiva:

  • Paulo Rangel - 12,5%
  • Pedro Passos Coelho - 87,5%

 

 

 

publicado por Paulo José Matos às 20:00 | comentar | favorito